Mato Grosso é o estado com maior valor da produção agrícola

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta semana os números da Produção Agrícola Municipal (PAM), que investiga os principais produtos agrícolas em todos os municípios do país desde 1974. Em 2020, o valor da produção agrícola do país atingiu R$ 470,5 bilhões, 30,4% maior que em 2019. A área plantada totalizou 83,4 milhões de hectares, 2,7% superior à do ano anterior. A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas chegou a 255,4 milhões de toneladas, 5,0% maior que a de 2019.

São apurados 50 municípios com os maiores valores de produção agrícola, que juntos geraram R$ 106,9 bilhões, ou 22,7% do valor total da produção agrícola do país. Vinte deles estão em Mato Grosso, seis da Bahia e seis de Mato Grosso do Sul.

O desempenho mato-grossense impressiona. O estado também detém o município que mais somou riquezas do agro no país. Sorriso, com pouco mais de 92 mil habitantes, localizado no Norte do MT, somou R$ 5,3 bilhões, ou 1,1% do total nacional, com alta de 35,5% ante 2019. A cidade, conhecida como a capital do agronegócio, gerou R$ 1,9 bilhão com a produção de milho, 58,3% a mais que em 2019; R$ 2,8 bilhões com a produção de soja (29,1% a mais) e R$ 454,1 milhões na produção de algodão herbáceo (em caroço).

Por estados o Mato Grosso foi o maior produtor de cereais, leguminosas e oleaginosas do país, seguido por Paraná, Goiás e Rio Grande do Sul. Na soja o MT fechou com alta de 8,8%, totalizando 35,1 milhões de toneladas. Também seguiu em primeiro lugar na produção de milho, com 33,7 milhões de toneladas, quase totalidade colhida durante a 2ª safra, e valor da produção de R$ 19,1 bilhões (alta de 61,6%).

Veja abaixo o desempenho por culturas no gráfico elaborado pelo PAM:

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *