Abate de frangos cresce quase 8% no trimestre

No 2º trimestre de 2021, foram abatidas 1,52 bilhão de cabeças de frangos, representando aumento de 7,8% em relação ao mesmo período de 2020 e queda de 3,0% na comparação com o 1° trimestre de 2021. Esse resultado significou o melhor 2º trimestre na série histórica, iniciada em 1997. Entre os meses, destaque para maio, com 519,54 milhões de cabeças abatidas. O desempenho das exportações de carne de frango influenciou positivamente o resultado, já que alcançaram o melhor patamar desde o terceiro trimestre de 2018.

O abate de 110,47 milhões de cabeças de frangos a mais em relação a igual período de 2020, foi determinado pelo aumento no abate em 21 das 25 Unidades da Federação. Entre aquelas com participação acima de 1,0%, ocorreram aumentos em: Paraná (+31,60 milhões), Goiás (+25,68 milhões), Rio Grande do Sul (+20,56 milhões), São Paulo (+6,90 milhões), Santa Catarina (+5,78 milhões), Minas Gerais (+4,81 milhões), Mato Grosso do Sul (+3,89 milhões), Bahia (+3,31 milhões), Pernambuco (+1,84 milhão) e Pará (+1,71 milhão).

Em contrapartida, a queda mais expressiva ocorreu em Mato Grosso (-1,74 milhão de cabeças).No ranking das UFs, Paraná ainda lidera amplamente o abate de frangos, com 33,7% da participação nacional, seguido por Rio Grande Sul (13,2%) e Santa Catarina (13,2%).

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *