Como as pimentas proliferaram em todo o planeta?

Os dados genéticos armazenados em bancos de germoplasma confirmam que a pimenta ou malagueta, graças às suas características flexíveis (facilmente conservada e transportável na forma seca, necessária em quantidades moderadas para enriquecer pratos, fácil de produzir e em grande escala) se espalhou junto com os primeiros comerciantes intercontinentais, estando entre os primeiros exemplos de um bem discricionário de consumo de mercado de massa comercializado globalmente. Estas são as conclusões de um estudo realizado por uma equipe internacional em que tiveram um papel central investigadores do Instituto IPK Leibniz, cujos resultados já foram publicados na revista PNAS.

Os especialistas coletam vastas coleções de plantas e informações detalhadas de passaportes, com o objetivo de preservar a diversidade genética para conservação e melhoramento. A caracterização genética de tais coleções também tem o potencial de elucidar as histórias genéticas de culturas importantes, usar marcadores e associações de características para identificar genes que controlam características de interesse, pesquisar genes sob seleção e contribuir para o gerenciamento do banco de genes ao identificar atribuições taxonômicas incorretas e duplicatas.

” Fizemos uma varredura genômica massiva de mais de dez mil amostras de pimenta ( Capsicum spp.) De bancos de germoplasma de todo o mundo e usamos os dados para investigar a história desse produto básico icônico “, disse o pesquisador Dr. Pasquale Tripodi, do instituto de pesquisa italiano CREA e co-autoria do estudo.

Em essência, o projeto representa um estudo de caso na exploração e análise aprofundada de dados genéticos de coleções de bancos de gêneros para produzir mais e melhores informações sobre as rotas de expansão das espécies de pimenta mais economicamente importantes (Capsicum annuum); uma espécie que mudou a cara das culturas culinárias em todo o mundo.

 Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *