Capacitação aborda oportunidades comerciais no exterior

O segundo módulo do curso virtual “Capacitação Inteligência Comercial – Como acessar informações relevantes para o mercado internacional”, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), foi realizado nesta terça (24). A iniciativa é promovida em parceria com os Ministérios da Agricultura (Mapa) e das Relações Exteriores (MRE), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O módulo dois da capacitação foi sobre “Identificação de oportunidades comerciais” e mostrou aos participantes onde buscar informações gerais sobre um mercado, qual o perfil de importação de um país e como funciona a rede de apoio das embaixadas e da Apex-Brasil no exterior.

O debate foi conduzido pela coordenadora de Inteligência Comercial da CNA, Sueme Mori, e contou com as palestras do gerente em Inteligência de Mercado da Apex-Brasil, Igor Isquierdo Celeste, do gerente de Agronegócios da Apex-Brasil, Márcio Rodrigues, e do chefe da Divisão de Promoção do Agronegócio do MRE, Bruno Soares.

Em sua palestra, Igor Celeste mostrou como acessar as ferramentas de inteligência de mercado da Apex-Brasil para identificar oportunidades comerciais e conhecer padrões regulatórios para facilitar a entrada bem-sucedida em outros países.

“A inteligência de mercado é fundamental para auxiliar as empresas no planejamento. Com as informações necessárias, a empresa economiza no processo de internacionalização”, disse.

Celeste também apresentou outras ferramentas que facilitam a busca por dados e informações do mercado internacional, como o mapa estratégico de mercado e oportunidades comerciais para as exportações brasileiras, os estudos de oportunidade e de acesso a mercado e o perfil país, que segundo ele, é um “guia de bolso do empresário para entender o relacionamento comercial do Brasil com outros países”.

Durante a capacitação, o gerente de Agronegócios da Apex-Brasil, Márcio Rodrigues, afirmou que o mercado global está em transformação, com destaque para os investimentos em produção, comercialização, infraestrutura e inovação e controle e integração das cadeias de suprimento e valor.

“A expectativa para os próximos anos é de uma população maior, com mais renda e demandas cada vez mais restritas. Em 2050, a demanda por alimentos será 60% maior, com foco em proteína animal, frutas e vegetais. Alguns efeitos do covid-19 somam a esse cenário futuro, como o protagonismo do e-commerce, o debate sobre food safety, protecionismo, reforço das políticas de subsídios e maior exigência da rastreabilidade”.

Segundo Rodrigues, os principais pilares da agenda da Apex-Brasil para o agronegócio são inteligência de mercado, acesso a mercado, imagem e reputação, promoção comercial e atração de investimento estrangeiro.

Já o chefe da Divisão de Promoção do Agronegócio do MRE, Bruno Soares, falou sobre a estrutura de promoção comercial do agro no Ministério, além das ferramentas, documentos e estudos disponíveis sobre o mercado internacional no portal do órgão.

“Temos um guia de comércio exterior, um passo a passo para começar a exportar, pesquisas e estudos de mercado, consultas globais por produtos e cadeias de produtos específicos (lácteos, sementes de milho, gergelim, feijões e pulses) e até uma vitrine do exportador, para divulgar as empresas brasileiras e seus produtos e serviços no mercado internacional”, explicou.

Bruno soares concluiu sua apresentação destacando o potencial do Brasil na produção e exportação de alimentos. “Ao contrário dos outros competidores, o Brasil é o único com capacidade para aumentar a produção. Nenhum país tem território e faixa tropical disponível para isso, então temos oportunidade de longo prazo de ocupar vários mercados”, disse.

O terceiro e último módulo do curso acontecerá no dia 31 de agosto, com o tema “Conhecendo a concorrência internacional”. Os inscritos que assistirem dois dos três módulos da capacitação receberão certificado de participação.

Confira os palestrantes do próximo evento:

Módulo 3: Conhecendo a concorrência internacional
Elisio Contini – pesquisador e gerente adjunto da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Embrapa
Pedro Rodrigues – assessor técnico na Diretoria de Relações Internacionais da CNA

Assista o Módulo 1 – O agro brasileiro no mundo.

 Da redação com Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *