Dosador de sementes reduz perdas

Foi durante uma visita a Copla Campo, feira realizada em Piracicaba, no interior paulista, pela Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo – Coplacana, que o produtor e gerente geral da Fazenda Santa Maria, de Tatuí/SP, Hélio de Barros Pontes, viu uma demonstração que não saiu da sua cabeça. O equipamento em questão era o dosador de sementes Titanium, da J.Assy, produto que em sua apresentação mostrou altíssimo percentual de redução de duplas e falhas no plantio, com eficiência única na distribuição das sementes.

Na época, Pontes não conhecia a tecnologia e tinha muitos problemas na distribuição de sementes, principalmente de milho e soja na fazenda, o que acarretava grandes perdas ao fim das safras. “Eu saí dali com a certeza que tínhamos que comprar o Titanium para colocarmos na nossa plantadeira. Nós já tínhamos até adquirido uma nova plantadeira a vácuo, para substituir a mecânica que era um problema. Ela era bem completa, porém, dava muita falha, principalmente no plantio da soja e do milho”, destaca.

Com o Titanium, a fazenda resolveu dois grandes problemas de uma só vez.  Primeiramente conseguiu recuperar um equipamento que estava dando prejuízo a ponto de se tornar obsoleto. Segundo, obteve com a plantadeira mecânica grande eficiência na operação. “Depois que colocamos o dosador da J.Assy resolvemos todas as falha de plantio, e hoje  não se enxerga a diferença entre a semeadura feita com o Titanium ou com a plantadeira nova a vácuo, tamanha é a precisão”, acrescenta Pontes.

A fazenda que inclusive participa anualmente do Desafio de Máxima Produtividade de Soja do CESB (Comitê Estratégico Soja), fez o teste com as duas plantadeiras (a nova a vácuo e sua antiga colheitadeira equipada com o Titanium) para testar a eficiência de ambas. Para a surpresa de todos, houve empate, as produtividades nas duas áreas testadas foram exatamente de 97,8 sacas por hectare. “Até achamos que podíamos ter feito algo errado, pois não era possível um empate cravado. Mas, como eu acompanhei toda a colheita e as pesagens, não tenho dúvidas de que não havia erro, e apesar do empate fiquei muito satisfeito com os resultados do Titanium”, destaca o gerente.

Revertendo prejuízo

Atualmente na Fazenda Santa Maria em 235 hectares, são cultivados soja na safra principal, seguido por milho na safrinha rotacionado com trigo. “Todo ano nós fazemos de 20% a 25% de palha para melhorar as áreas que produziram menos naquele ano, e entramos com aveia. Essa estratégia deixa aquela baita cama palhada, excelente para a volta com a soja”, diz o gerente.

Mas, mesmo com bom preparo de solo, o gargalo da fazenda era a melhoria de distribuição de sementes.  Embora tenha na colheita da soja, por exemplo, a média de 90sc/ha, os gestores acreditavam que poderiam ser mais eficientes, bastava resolver as falhas de plantio. E foi o que aconteceu. Com a utilização do dosador de semente da J. Assy, já no primeiro ano, o equipamento proporcionou o ganho de 5,7 sc/ha.

No milho, o desempenho também chamou à atenção, a propriedade que até então amargava prejuízos, diminuiu essa perda média de 12sc/ha em 100%. “Colocamos o Titanium tentando minimizar alguma coisa, ou pelo menos diminuir o custo da plantadeira, mas o retorno foi excelente. Plantamos o milho com ela e foi como se estivéssemos colocando com a mão. Temos mais uma outra plantadeira, a PST 3, e também vamos colocar nela o dosador, e não vamos mais trocar”, acrescenta Pontes.

Agora os gestores se preparam para assumir outros 400 hectares de uma outra área para ampliar a produção. “Já estamos com plantadeiras compradas, inclusive com o Titanium. A pessoa que inventou esse equipamento é um gênio. Tem muitas plantadeiras hoje que são mecânicas, que dão prejuízo no Brasil inteiro. Até hoje nenhuma delas conseguiu trazer para nós o que o Titanium trouxe, por isso recomendo sempre aos amigos e parceiros”, finaliza o gerente.

** Infelizmente, em decorrência de complicações devido à infecção da Covid-19, nosso cliente Hélio de Barros Pontes faleceu antes da publicação da matéria em questão. Nós da J.Assy sentimos muito por essa perda e desejamos os nossos mais profundos pêsames aos seus amigos e familiares.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *