Preços internos do algodão voltaram a reagir

Os preços internos do algodão voltaram a reagir neste início de julho. Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem da restrição de vendedores, que, neste início de safra, se mostram incertos quanto à produtividade e à qualidade da pluma. Além disso, muitos produtores já comprometeram bons volumes por meio de contratos a termo, limitando a oferta no spot.

Conforme o boletim informativo do Cepea, os pesquisadores ressaltam que as variações positivas só não foram mais intensas devido à resistência de compradores em pagar valores maiores e à maior oferta de tradings ao mercado interno, tendo em vista que a venda doméstica remunera mais que as exportações. No acumulado da parcial de julho, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 3,68%, fechando a R$ 4,8639/lp na terça-feira, 6.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *