Alta internacional do leite garante maior margem ao produtor

O Centro de Inteligência do Leite, da Embrapa Gado de Leite, divulgou o boletim Radar Internacional que avalia o desempenho do leite em diferentes países do mundo.

Desde o início de 2021, os preços de diversas commodities agrícolas, metálicas e energéticas registram forte elevação no mercado internacional. Os derivados lácteos seguiram na mesma direção. O preço do leite ao produtor também subiu no período, fechando maio em US$0,426/kg SCM – do inglês, leite corrigido para sólidos, sendo 4% de gordura e 3,3% de proteína. Houve pequeno recuo sobre abril, mas ficou 47,7% acima da média de 2018-2020 no mercado internacional.

O custo da mistura concentrada padrão (70% milho + 30% farelo de soja), foi estimado em US$0,337/kg, em maio: alta de 9,4% sobre abril. Em relação à média de 2018-2020, a valorização foi de 51,4%.

Mesmo assim a margem ao produtor do preço líquido do leite sobre o custo da mistura, tendo como referência a relação de 1 kg de mistura concentrada para 3 kg de leite, em relação à média 2018-2020, ficou 21% maior.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *