Brasil exportou 65% mais algodão em maio

A colheita do milho safrinha começou no Mato Grosso. Segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), cerca de 1,94% dos 5,68 milhões de hectares estimados para o milho segunda safra já foram colhidos em todo o estado.

O atraso na semeadura do grão postergou a colheita do cereal, como já era aguardado. Assim, a colheita apresentou atraso de 8,48 p.p, em comparação à média dos últimos cinco anos, e 6,37 p.p, ante a safra 19/20. No que tange às regiões, a Médio-Norte apresentou o maior avanço, com 2,73% das áreas colhidas, seguida da Norte (2,50%), e Oeste (2,08%).

Já o menor avanço foi exibido pela Centro-Sul, que reportou apenas 0,30% colhido. Por fim, segundo informantes do Imea, grande parte das áreas ainda se encontram em desenvolvimento (período de maturação fisiológica), e deve haver um ritmo mais intenso a campo apenas após a segunda quinzena de junho.

O indicador Imea registrou recuou de 1,30% no comparativo semanal. Assim, o preço disponível do milho no estado ficou cotado na média de R$ 73,28/sc. Para a safra 20/21, o estado registrou um avanço de 3,54 p.p. em relação ao último mês, totalizando 77,34% da produção já negociada, a um preço médio de R$ 70,26/sc.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *