Startup promete café sem grão

Uma startup, com sede em Seattle (EUA), promete um café sem grão com foco a driblar a crise climática e manter o cafezinho de cada dia. Para isso criou a a primeira xícara de café molecular do mundo. A bebida é feita totalmente sem grãos, parece e tem cheiro de café comum, mas não é. A maior diferença é que o produto foi projetado para ter um sabor mais suave e menos amargo.

A Atomo também destaca que mesmo não vindo do grão a bebida tem cafeína. A empresa não divulga exatamente o que usou para obter o “café” mas especula-se que sejam sementes de melancia ou cascas de sementes de girassol.

Segundo um dos fundadores o café está sendo construído com os mesmos compostos exatos do café convencional, disse Jarret Stepforth. Ele desenvolveu a ideia enquanto explorava novas formas de otimizar o café para reduzir sua amargura. Junto de outro co-fundador e diretor executivo Andy Kleitsch, eles reverteram o café para mapear os principais compostos que lhe dão seu aroma familiar, sabor, sensação bucal e cor.

“Há cerca de 1.200 compostos agora, mas nem todos eles conferem a percepção do café. Olhamos essa viagem do grão verde ao grão torrado até o extrato e começamos a entender os componentes principais que compõem as grandes características”, destacou o pesquisador.

Da redação com Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *