Subproduto da cerveja pode virar “pesticida”

Pesquisadores investigaram o uso de subprodutos orgânicos da produção de cerveja e da agricultura como um método potencial de desinfecção de solos, preservando microrganismos saudáveis do solo e aumentando o rendimento das safras. Esse é um esforço para reduzir o desperdício da indústria agrícola e reduzir as quantidades de produtos químicos nocivos usados.

Neste estudo publicado em  Fronteiras em Sistemas Alimentares Sustentáveis, pesquisadores do Instituto Basco de Pesquisa e Desenvolvimento Agrícola Neiker, na Espanha, investigaram o uso de subprodutos agrícolas de torta de colza e bagaço de cerveja (grãos de cerveja usados), juntamente com esterco fresco de vaca. O autor principal, Maite Gandariasbeitia, explica que o “bolo de colza e bagaço de cerveja são dois tratamentos orgânicos possíveis que mostraram resultados realmente positivos em estudos anteriores”.

“Seu alto teor de nitrogênio promove a atividade de microrganismos benéficos no solo, o que ajuda a decompor a matéria orgânica como o estrume e a eliminar os nematóides e outros parasitas que prejudicam as  plantações”, completa.

Gandariasbeitia também destaca como os nematóides podem afetar negativamente o rendimento da colheita: ‘Os nematóides da raiz são um tipo comum de parasita do solo que penetra no tecido da raiz de uma planta para colocar seus ovos e esta atividade causa a formação de galhas ou inchaços semelhantes a nós na raiz. ,” ela diz.

“Este dano tem um impacto negativo no desenvolvimento das raízes e significa que a cultura não consegue absorver nutrientes de forma eficiente, o que retarda o crescimento das plantas e, em última análise, reduz a produtividade dos agricultores”, conclui.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *