Contratação do crédito rural chega a R$ 234 bi em 11 meses

A contratação do crédito rural pelos agricultores brasileiros chegou a quase R$ 234 bilhões em 11 meses de Plano Safra, ou seja, de julho de 2020 a maio de 2021, segundo o Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2020/2021. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o valor representa um aumento de 19%, comparativamente ao mesmo período da safra passada.

Neste montante estão incluídos R$ 17,7 bilhões provenientes das contratações com a fonte LCA para desconto em CPR’s e operações com a Agroindústria. “Esse desempenho confirma o bom momento da agricultura brasileira e a credibilidade alcançada pelo setor agrícola e pelos produtores rurais, com indicativos de que a safra vindoura poderá ser ainda mais exitosa”, diz o diretor de Crédito e Informação, Wilson Vaz de Araújo.

“De acordo com a Secretaria de Política Agrícola, os valores programados para o crédito rural, de R$ 236,3 bilhões serão superados, pois os saldos dos programas de investimento, e de outras finalidades, ainda não contratados, terão sua contratação efetivada, tão logo a Secretaria do Tesouro Nacional autorize a reabertura das linhas, o que deve acontecer imediatamente após a sanção do PLN nº 4. Segundo a SPA, outras operações deverão ser contratadas no mês de junho com recursos livres ou controlados, mas sem equalização”, disse o Mapa, por meio de sua assessoria de imprensa.

Para esse valor, todas as finalidades tiveram uma elevação no valor das contratações do crédito rural, em relação à igual período da safra 2019/2020. “Os investimentos foram os mais significativos, com R$ 65,9 bilhões contratados, aumento de 47%. O custeio teve R$ 117,1 bilhões em contratações (+21%), a industrialização com R$ 11,4 bilhões (+11%) e a comercialização com R$ 21,8 bilhões (+5%)”, conclui.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *