Cultivares podem se adaptar a condições de sombra

Depois de detectar a proximidade da vegetação, algumas plantas, entre as quais estão a maioria das safras que comemos, são capazes de prever as condições de sombra em seu ambiente e modificar sua estrutura e crescimento para prosperar com menos luz. Os pesquisadores observaram que a queda nos níveis de pigmentos fotossintéticos nas plantas faz parte de um mecanismo que permite que elas se adaptem para viver com menos luz, antecipando assim um possível futuro na sombra.

O estudo foi realizado pelo Instituto de Biologia Molecular e Celular de Plantas (IBMCP), do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) e pela Universidade Politécnica de Valência. As plantas usam a luz solar para transformar o dióxido de carbono atmosférico em alimento por meio da fotossíntese.

Assim, as plantas muitas vezes competem com outras pelo acesso a essa fonte vital de energia. Em florestas ou campos com alta densidade de plantio, é comum que algumas plantas sombreiem outras, restringindo a quantidade de luz que chega até elas. Visto que menos luz envolve menos energia, a evolução dotou as plantas de mecanismos para detectar a proximidade de outras plantas potenciais competidoras de luz antes mesmo de sombrearem-nas e responder apropriadamente.

Para realizar a fotossíntese, as plantas absorvem regiões específicas do espectro eletromagnético, azul e vermelho, e deixam passar ou refletem o vermelho distante. Portanto, quando a luz solar é filtrada pelas folhas, ela se esgota em azul e vermelho (que é absorvido e usado para a fotossíntese) e é enriquecida em vermelho extremo. Essas mudanças na qualidade da luz são o sinal que outras plantas reconhecem como gerado pela proximidade de plantas vizinhas (e, portanto, competição por recursos) e usam para desencadear uma série de respostas conhecidas como síndrome do voo nas sombras (SAS, por sua sigla em Inglês).

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *