Bolsonaro elogia participação dos produtores em manifestação

A manifestação que foi organizada durante muitos dias aconteceu no último sábado. Caminhoneiros chegaram em Brasília na sexta-feira (14.05) para manifestação deste sábado, em apoio ao presidente Bolsonaro. O ato reuniu caminhões, carros e pessoas a pé.  Há mais de um grupo pró-governo que marcou o protesto para o mesmo dia e devem se reunir na passeata. Neste sábado, ainda antes do  dia amanhecer já havia movimentação no entorno de Brasília.

O presidente, Jair Bolsonaro elogiou participação de produtores rurais na manifestação: “Vocês produzem, vocês trabalham e vocês não param. Vocês alimentaram mais de 1 bilhão de pessoas mundo afora. Em qualquer manifestação, sempre estarei, de alguma forma, junto de vocês. Pegamos o brasil destruído civil, moral e economicamente, mas com coragem nós mudamos o Brasil” salientou Bolsonaro.

Os eventos foram encabeçados por importantes entidades do Brasil. Entre os organizadores estão a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), a Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra) e a Associação dos Cafeicultores do Brasil (Sincal). O ato é organizado pelo Movimento Brasil Verde e Amarelo e pela Marcha da Família Cristã pela Liberdade. O início está marcado para 15h, com discursos ocorrendo das 15h30 às 17h, quando o grupo pretende entregar um manifesto ao presidente Jair Bolsonaro.

A data do evento foi escolhida para marcar o Dia Internacional da Família. Mas, desta vez, o principal objeto da Marcha da Família é a adoção do voto impresso nas eleições de 2022. O tema é objeto de uma comissão formada pela Câmara dos Deputados. Qualquer mudança na legislação eleitoral precisa ser aprovada até o início de outubro para que possa valer já nas eleições de 2022. Além de pedir o voto impresso, os manifestantes protestam contra as restrições impostas por governos estaduais e que afetam o funcionamento de igrejas e do setor privado em geral.

O trânsito da Esplanada foi bloqueado, devido à manifestação de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido.

No Twitter a hashtag #Dia15VaiSerGIGANTE está entre os assuntos mais comentados do Brasil.

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *