Bolsonaro parte pra cima de Mandetta e diz que críticas não se sustentam

Por 

CPI DA COVID

O presidente Jair Bolsonaro rebateu nesta quinta-feira a declaração do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta no âmbito da Comissão Parlamentar (CPI) da covid-19 de que o país poderia ter começado a vacinação em novembro. “O que ele disse lá de grave na CPI foi que o Brasil poderia ter começado a vacinar em novembro, certo? Só que a primeira vacina no mundo foi no Reino Unido, em dezembro, e nós começamos a vacinar em janeiro. Então, não se sustenta”, apontou. A imunização no Brasil iniciou no dia 17 de janeiro.

EM FORMA

O assunto do dia, aqui em Brasília, não foi Bolsonaro, Lula ou a CPI da Covid. Foi o novo visual da deputada Joice Hasselmann, do PSL de São Paulo. Ela emagreceu 24 quilos e até posou para as redes sociais com um maiô preto.  Joice comentou sobre a nova educação alimentar e sobre o desafio de mudar de peso. “Sigo melhorando e me cuidando mais e mais. Depois de perder mais de 20kg estou focada em treinos e manutenção da dieta (e minha dieta é uma delícia)”, contou. Até eu dei uma olhada na página. Falando menos sobre política, a parlamentar mantém agora um perfil no Instagram voltado para a mudança no corpo e dicas de alimentação.

SÓ PRA CONTRARIAR

Embora não ganhasse a mesma projeção de Joice Hasselmann nessa semana, o ex-presidente Lula marcou presença na Capital Federal. Nesta quinta-feira o compromisso foi tentar convencer o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que apresente ao parlamentar o pedido para que as parcelas do auxílio emergencial voltem a ser pagas no valor que foi repassado ao longo de 2020, de R$ 600. Lula sabe que não há mais capacidade de endividamento por parte da União e, certamente, a proposta é só pra contrariar. Ele também conversou com os deputados Marcelo Freixo (PSol-RJ), Alessandro Molon (PSB-RJ) e Rodrigo Maia (DEM-RJ).

SÓ PRA CONTRARIAR (2)

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta quinta-feira (6) para integrar o Conselho da Itaipu Binacional a ex-governadora do Paraná, Maria Aparecida Borghetti, esposa do líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR). Ela cumprirá mandato até 16 de maio de 2024 com um salário de cerca de R$ 25 mil. O conselho seis reuniões ordinárias por ano. Excepcionalmente, podem ser convocadas reuniões extraordinárias. No caso de Bolsonaro, ele resolveu contrariar membros dos demais partidos da base que também estavam de olho no cobiçado posto da Itaipu. No mais, a caneta é dele não é mesmo?

FOGO DE PALHA

Como eu havia antecipado nesta coluna, a possibilidade de filiação do presidente Jair Bolsonaro no Partido da Mulher Brasileira não passaria de balão de ensaio. E não passou mesmo. No último dia 19, Bolsonaro disse que escolheria o partido até o fim do mês de abril porque já estava “atrasado”. No entanto, foi só fogo de palha. Mas essa possibilidade não está descartada, desde a sigla mude de nome e passe a se chamar Brasil 35. Outro destino cogitado é o PRTB, partido que abriga o vice-presidente, Hamilton Mourão. Essa possibilidade só surgiu após a morte do presidente da sigla, Levy Fidelix, em 23 de abril.

TERCEIRA VIA

A aliança formada pelo presidente Jair Bolsonaro com partidos do Centrão ao longo de 2020 vem se desgastando nos últimos meses, e o PSD, um dos partidos que prometeu sustentação política no Congresso, já traça uma estratégia para descolar a sua imagem do governo federal — algo que já pode ser percebido na CPI da Covid por conta das atuações do presidente da comissão parlamentar de inquérito, Omar Aziz (AM), e do senador Otto Alencar (BA), de clara oposição ao Palácio do Planalto. O objetivo da legenda é de, nas eleições do ano que vem, se apresentar aos eleitores brasileiros como uma terceira opção ao Palácio do Planalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *