Aumento da temperatura prejudica o arroz

Um estudo recente em que a relação entre a temperatura e os rendimentos de várias variedades de arroz foi analisada sugere que o aumento das temperaturas afetou negativamente os rendimentos do cereal. Conduzido por cientistas da Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, o estudo é baseado em 50 anos de dados climáticos e de produção de arroz de fazendas nas Filipinas.

A produtividade do arroz e as condições atmosféricas foram examinadas de 1966 a 2016 na Central Luzon, a principal região produtora de arroz do país.  Eles puderam usar dados de nível de fazenda de produção de arroz e condições climáticas da área em incrementos de quatro a cinco anos ao longo desses 50 anos.

O estudo examinou três variedades gerais de arroz semeadas por 50 anos: variedades tradicionais de arroz; “Variedades antigas modernas” plantadas após o início da Revolução Verde, que foram cultivadas para rendimentos mais elevados e “variedades modernas recentes” obtidas por características particulares, como resistência ao calor ou pragas.

O estudo mostrou que em altas temperaturas, as variedades modernas recentes tinham os melhores rendimentos em comparação com as variedades modernas e tradicionais e que as variedades modernas superavam as variedades tradicionais. Eles identificaram duas implicações principais do estudo.  “Os esforços de melhoramento do arroz podem não ter atingido seu potencial total, então é possível produzir novas variedades com desempenho estatisticamente melhor do que as variedades mais antigas em uma fazenda”, explica o cientista Roderick Rejesu.

Da redação com Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *