Produção de grãos da Argentina em tendência de alta

A produção de grãos da Argentina na safra 2021-22 teve altas ou quase recordes em quatro commodities – trigo, cevada, milho e sorgo – de acordo com um relatório da Rede Global de Informação Agrícola (GAIN) do Departamento dos Estados Unidos da Agricultura (USDA). A produção de trigo da Argentina na campanha de comercialização de 2021-22 deve ser um recorde de 20,5 milhões de toneladas, já que o clima favorável melhorou a umidade do solo em áreas-chave de produção e novas variedades de sementes criam rendimentos mais elevados.

O USDA prevê que as exportações de trigo totalizem 13,9 milhões de toneladas, incluindo farinha de trigo, em resposta à produção recorde e um ligeiro aumento no consumo interno. Prevê-se que o consumo de trigo da Argentina seja de 6,4 milhões de toneladas na campanha de comercialização de 2021-22.

Semelhante ao trigo, a produção de cevada do país na campanha de comercialização de 2021-22 está prevista em 4,8 milhões de toneladas, o maior volume desde a campanha de comercialização de 2018-19. O USDA atribuiu o aumento da produção à ampliação da área plantada da commodity.

Devido ao aumento da produção, as exportações de cevada deverão ser maiores do que nas duas últimas campanhas, com 3,2 milhões de toneladas na campanha de 2021-22. O consumo doméstico de cevada permanece estável em 1,45 milhão de toneladas, em linha com a demanda da indústria local de malte.

A produção de milho da Argentina na campanha de comercialização de 2021-22 saltou 3 milhões de toneladas, para 50 milhões de toneladas, visto que a campanha de comercialização anterior teve rendimentos abaixo do normal. Com base no aumento da produção e no aumento do consumo doméstico de 500.000 toneladas, o USDA estimou as exportações de milho em 35 milhões de toneladas no ano comercial de 2021-22.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *