Países terão menos arroz

Os Estados Unidos confirmaram as projeções e devem plantar menos arroz nesta safra. A área deve cair 11% no país e no Arkansas, maior Estado produtor, baixa de 14%. A estimativa foi divulgada pelo Departamento de Agricultura (USDA) e a explicação está na migração dos produtores para culturas que estão com preços melhores como milho e soja.

Com isso a área norte-americana deve cair de 1,229 milhão de hectares para 1,097 milhão, 132 mil hectares a menos. Em arroz longo fino, onde o país disputa mercado inclusive com o Brasil, a área deve ser de 102,8 mil hectares a menos, conforme informou o site especializado Planeta Arroz. Esta área pode ser ainda menor se o clima não colaborar no plantio neste mês, podendo causar maior migração para a soja.

Já o Paraguai vive uma safra atípica e deve ter perda de 30% no total, cerca de 25% somente na bacia do Rio Tebicuary, a área mais importante do país e referência em altos rendimentos.

A colheita atrasou um pouco e terminou em março ao invés de fevereiro, atrasando as exportações. Entre janeiro e fevereiro os paraguaios exportaram 67,867 toneladas. No mesmo período de 2020 foram 95,500 toneladas.

Da redação com AGROLINK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *