VELHA TÁTICA: Bolsonaro ataca jornalistas e afirma ‘Vocês são uma raça em extinção’. Confira outras informações na coluna JPM desta segunda-feira(6)

POLÊMICA

Novamente sem papas na língua. e logo no primeiro dia útil de 2020, Jair Bolsonaro deu continuidade à velha tática de atacar jornalistas para se defender de reportagens. na manha desta segunda-feira (6)em declaração em frente ao Palácio da Alvorada, o alvo foi o portal Uol, do grupo Folha, que em reportagem disse que Jair Bolsonaro utilizou verba pública do PP, que antecedeu o fundo partidário, em 2014.“Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama”, disse.

ASPAS

“Quem não lê jornal não está informado. E quem lê está desinformado. Tem de mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente]. Vocês são uma raça em extinção.”

VELHO ESTILO

Ainda utilizando seu velho estilo, Bolsonaro afirmou hoje, que o Brasil pretende entregar terroristas que estiveram no País. Segundo ele, essa é a forma de colaborar com o combate ao terrorismo.Questionado se o Brasil também poderia enviar tropas para eventual combate, o presidente respondeu: “Não, que tropas? Não vou discutir esse assunto contigo. Se tiver terrorista no Brasil, vai ser entregue. Não interessa a nacionalidade”.

BOLSONARO INTERNACIONAL

Segundo informa o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo BarrosO presidente Jair Bolsonaro terá duas agendas internacionais este mês com foco principalmente na economia, a sua participação no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, e depois uma visita oficial à Índia.Os detalhes das viagens ainda estão sendo acertados.

TOMA-LÁ-DA CÁ

O Palácio do Planalto liberou um valor recorde de emendas parlamentares no seu primeiro ano de mandato. O governo desembolsou R$ 5,7 bilhões em 2019, valor acima dos R$ 5,29 bilhões que haviam sido pagos por Michel Temer em 2018 ). O executivo não deixou de atender a demandas de deputados e senadores para investir recursos em suas bases eleitorais.

AGENDA

O Congresso Nacional de receber no próximo mês de fevereiro ao Poder Legislativo a proposta da reforma administrativa.

FALA DE BARROSO

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso disse em entrevista exclusiva à Jovem Pan que o Congresso Nacional tem o poder de decidir sobre a prisão após condenação em segunda instância., Barroso, que foi voto vencido no último julgamento sobre o tema, afirma que a questão só vai andar no Legislativo se a população se mobilizar.

INFORMAÇÃO

Os integrantes do Conselho Superior da Magistratura (CSM) e da Diretoria da Escola Paulista da Magistratura – eleitos em pleito com recorde de votos válidos, no dia 4 de dezembro, para os cargos de direção e cúpula do Poder Judiciário paulista para o biênio 2020/2021 – assumirão seus cargos, sem formalidades, nesta terça-feira, dia 7, às 14 horas, em ato administrativo na Sala Ministro Costa Manso, no 5.º andar do Palácio da Justiça

RECORDE

Gilmar Mendes foi o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) que mais concedeu habeas corpus em decisões monocráticas nos últimos dez anos, segundo levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo . Desde 2009, ele assinou individualmente, sem levar o caso a Plenário, 620 HCs, instrumentos jurídicos usados para garantir a liberdade de um indivíduo ou corrigir arbitrariedades. O segundo colocado, ministro Edson Fachin, deu 395 decisões deste tipo..

REVOLTADO

Demitido do governo em junho, o ex-ministro da Secretaria de Governo general Carlos Alberto dos Santos Cruz hoje quer distância do presidente Jair Bolsonaro.O militar da reserva pensa em se filiar a um partido político e disputar eleição no futuro – ainda não sabe por qual sigla e para qual cargo, mas tem certeza que não fará isso ao lado do seu antigo chefe.Para ele, Bolsonaro deixou o PSL para criar uma nova sigla, a Aliança pelo Brasil, não por divergência ideológica, mas devido a disputas para controlar dinheiro dos fundos partidário e eleitoral.

OTIMISMO

Lideranças do Aliança pelo Brasil, apostam que o partido que está formando, conseguirá eleger “uns 100 deputados” e “uns dez senadores”. A próxima eleição para o Congresso ocorre em 2022. “Dá para fazer uns 100 deputados pelo Brasil, dá para fazer uns 10 senadores pelo Brasil”, garantem.

ESTRATEGIA

Outros partidos buscam protagonismo e não descartam lançar candidaturas próprias para as próximas eleições presidenciais. O DEM quer fortalecer o nome da legenda no pleito de outubro, e tentar controlar prefeituras de cidades grandes e capitais para se capitalizar

EM ALTA

No ultimo minuto de 2019, o placar eletrônico Impostômetro, supervisionado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, registrou 2 trilhões, 504 bilhões e 850 milhões de reais. Valor repassado por toda a população do país aos cofres públicos ao longo de 12 meses. Mesmo assim, foi insuficiente para evitar déficits em prefeituras, em estados e na União.

A aplicação do dinheiro público precisa melhorar muito. Cabe à sociedade romper o distanciamento que governos insistem em manter para evitar controles. De Norte a Sul, acumulam-se incontáveis processos de desperdícios e corrupções. Prova do deboche, do desrespeito e do acinte contra os que pagam impostos.

SUGESTÃO

As bancadas do PT na Câmara e no Senado pediram ao presidente do Congresso, David Alcolumbre (DEM-AP), devolução da Medida Provisória (MP 914) que altera a eleição de reitores das universidades federais. “Fere a autonomia”, alegam os petistas

ECONOMIA

Começou a valer nesta segunda-feira (06) o limite de 8% para a taxa mensal de juros do cheque especial e também as novas regras que permitem a cobrança de tarifa pelos bancos para disponibilizarem esse tipo de crédito no País. A cobrança da tarifa só será permitida neste primeiro momento para novos contratos. Para quem já tem cheque especial, ela passará a valer a partir de 1º de junho.

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *