Cacau brasileiro concorre a prêmio internacional

Duas amostras brasileiras estão entre os 50 finalistas do Programa Internacional Cacau de Excelência

Duas amostras de cacau do Brasil, uma do Pará e outra da Bahia, estão entre as 50 finalistas do Programa Cacau de Excelência (CoEx 2019), que premia as melhoras amêndoas entre os países produtores de cacau do mundo. A premiação será nesta quarta-feira (30), durante o Salão do Chocolate, em Paris.

O CoEx tem como objetivo reconhecer e valorizar o trabalho dos produtores de cacau de alta qualidade, valorizando a diversidade de sabores de diferentes origens. O prêmio promove ainda a educação ao longo da cadeia de valor do cacau no sentido de estimular a produção de alta qualidade e a preservação dos sabores resultantes da diversidade genética. Visa ainda facilitar a comunicação e construir elos entre produtores de cacau, cadeias de abastecimento e oportunidade de mercado.

A seleção das amostras brasileiras foi feita pela Comissão do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com o Centro de Inovação do Cacau (CIC). Inicialmente, foram apresentadas oito amostras dos maiores produtores de cacau do Brasil (cinco da Bahia, duas do Pará e uma do Espírito Santo). Já em Paris, foram selecionadas duas para concorrer à premiação final.

As finalistas já estão entre as 50 melhores amostras do mundo. A Ceplac será representada no evento pela pesquisadora Neyde Alice Bello, que coordena o programa no Brasil há 10 anos.

O Estado do Pará será representando pela superintendente da Supam/Ceplac, Maria Goreti da Fonseca Gomes, que compõe a maior delegação no evento, incluindo os produtores premiados com as melhores amêndoas do estado como também os produtores de chocolates vencedores do Festival Internacional do Chocolate/2019, ocorrido em Belém, com o apoio financeiro do Fundo de Desenvolvimento da Cacauicultura do Pará (Funcacau).

Data de Publicação: 01/11/2019 às 17:40hs
Fonte: MAPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *