Com indicação do setor produtivo, governo de MS troca comando de agência sanitária animal e vegetal do estado

O governo de Mato Grosso do Sul vai promover uma troca de comando na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro). Deixa o cargo de diretor-presidente o médico veterinário e servidor de carreira do órgão, Luciano Chiochetta, e vai assumir o engenheiro agrônomo e diretor secretário do Sindicato Rural de Campo Grande, Daniel de Barbosa, Ingold.

O anúncio foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), na manhã desta quinta-feira (6), durante a abertura da colheita do milho, na sede da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), em Campo Grande.

A oficialização da troca de comando na Iagro, entretanto, deve ocorrer somente entre sexta e segunda-feira, com a publicação dos atos de exoneração de Chiochetta e nomeação de Ingold no Diário Oficial do estado.

Chiochetta vai deixar a direção da agência, mas não vai sair do governo. Ele vai ser nomeado para outro cargo na secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Segundo o governador, a nomeação de Ingold para o cargo atende indicação do setor, a Famasul. Azambuja lembrou que a principal atribuição do órgão é trabalhar para que o estado cumpra as mais de 100 exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para que o estado suspenda a partir de 2021 a vacinação contra a febre aftosa para obter da Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE) o reconhecimento como área livre da doença sem vacinação.

O governador explicou que para atingir essa meta, o a agência precisará ainda mais da parceria com outros órgãos e entidades do setor.

O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, confirmou a indicação de Ingould para a presidência da Iagro. “O setor público ele tem demostrado claramente a intenção de dialogar com o setor privado. A indicação do Daniel Engoudi para a direção da Iagro é uma indicação do Sistema Famasul, porque nós verificamos nele o comprometimento, o conhecimento técnico e um avanço para o nosso setor. logicamente que lembrando que o Luciano Chiochetta, que deixa a Iagro, realizou um excelente trabalho. É uma questão de restruturação e o governo, o Poder Público nós deu a liberdade de fazer a indicação”, analisou.

Chiochetta também participou do evento, assinando pela Iagro um termo de cooperação técnica com a Associação dos Produtores de Soja do estado (Aprosoja/MS) voltado para a troca de informações relacionadas ao cadastro de produtores, imagens de satélite atualizadas e relatórios sobre a movimentação de defensivos agrícolas.

Chiochetta destacou que o sistema sanitário estadual não atua sozinho e necessita de cooperação entre as partes.

Da Redação com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *