Agricultores de MT se animam com vendas de milho para usinas de etanol

O momento é do cultivo da soja, mas produtores de Mato Grosso estão animados com o milho. É que a fabricação de etanol a partir do grão tem se mostrado uma boa oportunidade de negócio.

Mato Grosso é o estado que mais produz etanol de milho. O volume processado aumentou muito nos últimos anos. Em 2012, quando as usinas começaram a operar, a produção atingiu 10,7 milhões de litros. A estimativa é fechar 2018 com 740 milhões de litros.

O agricultor Laércio Lenz tem uma propriedade em Sorriso e já vendeu mais de mil toneladas de milho para uma usina. O contrato é futuro: o produto vendido ainda vai demorar para ser plantado.

“Vamos ter três usinas de grande porte aqui na nossa região. Isso é muito importante porque com certeza abre mais mercado. Nós, produtores, vamos ter mais opção para vender o milho”, diz.

Na usina, o processo começa com a trituração do milho. Depois são adicionadas água e enzimas, criando uma pasta que é fervida em caldeiras. Por fim, o produto passa por processos de fermentação e destilação, separando o etanol de outros componentes.

Segundo o diretor do sindicato de produtores de álcool, Jorge dos Santos, o rendimento do milho é maior do que o da cana.

As usinas de etanol já consomem 5% do milho de Mato Grosso.

Por G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *