Indústria de trigo faz propostas a candidatos para elevar safra e investimentos

A Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo) lançou nesta terça-feira(21) uma proposta de política setorial para a commodity, a ser apresentada aos candidatos à Presidência da República, com eixos de ação que vão desde revisão de incentivos fiscais até ampliação da área plantada, passando por investimentos em logística.

A proposta para uma Política Nacional do Trigo visa impulsionar a oferta do cereal no Brasil, um importador líquido do grão.

“Toda a cadeia vai se beneficiar de uma política nacional, o que não há no Brasil”, disse o presidente da Abitrigo, embaixador Rubens Barbosa, a jornalistas.

Em 2018, a previsão é de produção de 5,14 milhões de toneladas, com compras no exterior de 6,3 milhões de toneladas, a maior parte vindo da Argentina, segundo os dados mais recentes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Conforme a Abitrigo, são seis os eixos que norteiam a proposta: ambiente legal, produção, incentivos fiscais, ambiente de negócios, comércio internacional e logística e infraestrutura. Da Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *