Brasil vacila sobre meio ambiente e Pantanal começa a encolher

As pujantes indústrias de soja e de pecuária do Brasil estão ameaçando um dos mais ricos refúgios de vida natural do planeta, onde bandos de onças, jacarés, cervos e araras vagam em liberdade há eras.

A região do Pantanal, a maior área encharcada tropical do mundo, começou a encolher. Nos últimos 15 anos, cerca de 22,5 mil km2 da região, que se espalha pelo Brasil, o Paraguai e a Bolívia, foram modificados, com manchas cada vez maiores de terra amarela e árida introduzidas no bioma luxuriante, que cobre aproximadamente 180 mil km2, ou aproximadamente o tamanho da Síria.

Essa degradação do Pantanal é considerada pelos críticos um sinal do enfraquecimento da decisão do Brasil de proteger seu meio ambiente.

O governo brasileiro saudou no início deste ano uma modesta conquista em sua principal luta ambiental –conter o desflorestamento da Amazônia–, mas foi embaraçado por outras linhas de tendência. As emissões de gases do efeito estufa aumentaram 9% no ano passado, comparadas com 2015, marcando a maior produção desde 2008.

Alimentadas em grande parte pela transformação de terra florestal para exploração agrícola e outras finalidades comerciais, o aumento das emissões do ano passado pôs em questão a capacidade do Brasil de honrar seus compromissos internacionais de combater a mudança climática, incluindo os contidos no acordo de Paris.

Além disso, dados de mapas compilados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgados neste mês mostraram que o país perdeu 9,5% de sua área florestal entre 2000 e 2014.

A expansão da agricultura em áreas com pouca regulamentação ambiental ou policiamento coincidiu com um período político turbulento no Brasil, durante o qual uma poderosa coalizão de legisladores federais, representando interesses da agricultura, dominaram na decisão de políticas de uso da terra.

Com informações da Folha de S. Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *