Campeões de produtividade investem em alta tecnologia

O planeta passa por um aumento de demanda por alimentos como resultado do crescimento populacional, que vai chegar a 9,7 bilhões em 2050. Neste cenário, a agricultura brasileira é fundamental para garantir esta oferta alimentícia, só que produzida de maneira sustentável, ou seja sem abertura de novas fronteiras agrícolas. E a palavra-chave de tudo é só uma:tecnologia, para produzir mais e no mesmo espaço.

A ciência e a gestão fazem parte da cadeia agro em diversos momentos. Defensivos estão com combinações de ativos na formulação para proteger a planta, drones mapeiam fazendas inteiras e as máquinas agrícolas já saem de fábrica com, no mínimo, piloto automático. Tudo isso proporciona uma produtividade recorde e mostra como será a fazenda do futuro: científica, conectada, com gestão profissional e muito rentável. Fortalecendo estas expectativas, estão os filhos dos agricultores que voltam ao campo após fazer faculdade e querem aplicar em suas propriedades o que aprenderam.

Esta é a história da família que venceu o desafio de produtividade do Comitê Estratégico Soja Brasil, os Seitz. Em sua fazenda, em Guarapuava (PR), eles colheram 149 sacas por hectare. Isso significa quase três vezes a média nacional, que é de 50 sacas por hectare. Marcos Seitz se formou em agronomia e voltou para a fazenda com o conceito de agricultura de precisão incorporado em suas práticas.

Com informações do Notícias Agrícolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *