Decreto legislativo pode desempatar a queda de braço no Mercosul

Projeto de Decreto Legislativo Nº. 844/2017, de autoria do Deputado Sérgio Souza, introduz a cobrança de direitos alfandegários na importação de leite fluído e em pó, e soro de leite, o arroz, o trigo e a maçã, oriundos do Mercosul.

Até agora, o Itamaraty e o MDIC, na defesa das indústrias alimentícias que importam e da indústria paulista da linha branca que domina o mercado do vizinho país, estão vencendo a primeira batalha, defendendo os produtores de leite e indústrias lácteas uruguaias. Assim, os intransigentes produtores de leite “deles” e sua indústria láctea se sentem protegidos e não necessitam negociar uma cota razoável para os seus exportadores de leite em pó ao Brasil, como aceitaram fazer os argentinos.

Do outro lado do cabo de guerra, estão o ministro Blairo do MAPA, a Frente Parlamentar da Agricultura e a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, em defesa de mais de um milhão de produtores de leite, “brasileiros”.

Com informações do Canal Rural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *