Fazenda investe em técnica para garantir o bem-estar do gado

Uma fazenda de Paracatu, em Minas Gerais, com capacidade para engordar 50 mil bois confinados, está investindo no bem-estar animal. Com novos métodos, ela consegue superar problemas que os grandes confinamentos enfrentam, como a morte de animais, por exemplo.

A técnica de manejo não faz uso de nenhum instrumento. Não tem ferrão, não tem bandeira, os vaqueiros não tocam no gado, e também não tem gritaria. A fazenda, chamada Santo Reis, é de confinamento, com capacidade para 50 mil animais.

O gado que está nos piquetes cresceu em outras fazendas, algumas de outros estados. Na Santos Reis, eles vêm para engordar nos últimos meses antes do abate. Porém, há três anos, um problema fez a fazenda começar uma série de mudanças. “Nós vivemos em 2014 o problema da pneumonia, a doença respiratória bovina. Foi um grande desafio”, explica o veterinário Anderson Baptista.

Com informações do Globo Rural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *