Biosev amplia produtividade com gotejamento e novas variedades de cana no Nordeste

A Biosev já está colhendo os resultados do investimento de R$ 6,8 milhões no projeto piloto de fertirrigação por gotejamento de cana na Unidade Estivas (RN). Inspirado no modelo de irrigação utilizado nas fazendas de maior tecnologia no mundo, o gotejamento permitiu ampliar a produtividade da cultura. A colheita na safra 2016/2017 foi de 133 toneladas de cana por hectare nas áreas com o uso da tecnologia, sendo que a variedade mais produtiva chegou a produzir 160 toneladas por hectare. Em comparação, a produtividade média da Biosev no país é de 85 toneladas por hectare. Em São Paulo, é de cerca de 90 tonelada por hectare.

A combinação deste projeto à pesquisa, desenvolvimento e seleção de novas variedades permitirá que a empresa aumente a produção de cana sem ampliar as áreas de cultivo, além de abrir um novo horizonte para o setor em áreas do país até então consideradas pouco produtivas. O potencial de uso dessa tecnologia é superior a 6 mil hectares nas áreas atualmente geridas pela cia do Nordeste. Os resultados apontam para um crescimento de 122% no volume de cana por hectare.

O projeto de gotejamento conta atualmente com 264 hectares em uma fazenda experimental, com estrutura já instalada para expansão em mais 140 hectares na safra 2018/2019. A proposta é definir as melhores variedades e manejo, os quais reduziram o tempo de retorno do investimento, aumentando sua viabilidade.

Com informações do Portal do Agronegócio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *