Mercado brasileiro já pode exportar carne bovina e suína com osso para Singapura

O Brasil poderá exportar carne bovina e suína com osso, além de miúdos, para Singapura. O serviço veterinário de Singapura (Agri-Food & Veterinary Authority of Singapore – AVA) comunicou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) sobre a abertura daquele mercado. “A decisão mostra a confiança de Singapura no serviço sanitário brasileiro”, disse o ministro Blairo Maggi (Agricultura), ao receber a informação na Rússia, onde chefia missão brasileira para ampliar o comércio bilateral.

Segundo o ministro, a decisão reflete reconhecimento do esforço dos técnicos do ministério e do setor produtivo para aperfeiçoamento dos controles sanitários. A perspectiva é de que essa negociação aumente as vendas de carnes para o país asiático em mais de US$ 100 milhões por ano (US$ 89 milhões apenas de cortes bovinos).

Até agora, Singapura comprava carne apenas do estado de Santa Catarina, que tem o status de área livre de febre aftosa sem vacinação reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, a abertura do mercado é mais um passo rumo à meta do Brasil de responder por 10% do comércio agropecuário mundial.

Com informações do MAPA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *