Pesquisa incrementa a tradição no Círio de Nazaré (PA)

A Embrapa Amazônia Oriental lança nesta terça-feira (3), uma página especial intitulada “Embrapa no Círio”, que vai mostrar como a pesquisa agropecuária faz parte do dia a dia das pessoas. Neste caso, revelando em um vasto acervo que abrange desde publicações técnicas a conteúdos audiovisuais, como tradição e pesquisa se interligam em uma das festividades mais queridas do povo paraense, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré.

Todos os anos, no segundo domingo do mês de outubro, cerca de dois milhões de romeiros se reúnem pelas ruas da capital paraense durante a procissão principal do Círio de Nazaré. Mas a festividade de tradição católica, uma das maiores do mundo, extrapola as questões religiosas e há mais de 220 anos movimenta a cultura, produção e toda a economia do estado.

O círio de 2016 injetou na economia paraense mais de R$ 1 bilhão em praticamente todos os setores econômicos, com destaque para o turismo, comércio, indústria e o setor agrícola. Segundo o Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicas do Pará (Dieese/PA), somente nos 15 dias da quadra nazarena, o número de pessoas empregadas em Belém foi superior a 60 mil (cerca de 95 % no mercado informal da cidade).

Informações da Embrapa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *