Investimento do comércio agrícola brasileiro

Por Rita Frazão com supervisão de Isa Ramos

Intensificação do comércio brasileiro, esse foi o principal assunto da viagem oficial ao Peru do ministro do ministério da Agricultura, Pecuária e abastecimento, Blairo Maggi.

Em reunião com o ministro da Agricultura do Peru, José Manuel Calderon, nesta quarta-feira (27), Maggi acertou que até o fim do mês de novembro estará pronto a abertura de carne suína do Brasil para o Peru.

O Peru é 34º parceiro comercial do Brasil. No setor agropecuário foram registrados US$ 179 milhões em exportações no ano passado. Na parte do agronegócio em geral, as vendas externas brasileiras para o mercado peruano somaram US$392 milhões. A relação no agronegócio entre os dois países ainda é pequena, mas Blairo defendeu que há potencial a serem explorados entre os dois capitais.

O ministro ressaltou a importância da aproximação comercial entre o país e o Brasil, em especial, os estados vizinhos como Acre, Rondônia e Mato Grosso.

Para o Acre, esta abertura é um grande avanço para impulsionar o agronegócio na região, que vem desenvolvendo uma moderna suinocultura, além de possuir terras para soja e milho, entre outros produtos.

Blairo enfatizou que o Brasil é um fornecedor seguro de alimentos com produção crescente, sendo responsável por 6,6% do mercado mundial. Ao mesmo tempo, observou que toda a produção de algodão deste ano, de 1,2 milhão de toneladas, já estava vendida desde 2017, o que representa confiança do mercado internacional.

Nessa quinta-feira (28), o ministro viaja para a Bolívia. Na capital La Paz, terá encontros com o ministro do Desenvolvimento Rural e Terras da Bolívia, César Cocarico, e com o vice-ministro de Comércio e Integração boliviano, Walter Clarems.

Com informações do MAPA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *