Chuva a caminho para salvar plantio de soja no Paraná

Se fosse no futebol, seria um gol salvador aos 45 do segundo tempo. A chuva que chega em todo o Paraná, entre quinta e sexta-feira, vai dar alegria – e alívio, principalmente – a uma torcida enorme de produtores rurais, que inclusive já lançaram as sementes ao solo para não perder mais tempo.

Segundo a meteorologia, a chuva chega nesta quinta-feira (28) e se intensifica na sexta e no sábado, em todo o Paraná, prosseguindo com pancadas esparsas no início da semana que vem. O bloqueio atmosférico provocado por uma massa de ar quente no Centro-Oeste, que segurou as nuvens durante semanas, finalmente enfraqueceu.

A preocupação dos produtores em não atrasar a lavoura de verão se explica olhando mais adiante, para a curta janela de plantio do milho de segunda safra, que precisa ser semeado entre a segunda quinzena de janeiro e a primeira quinzena de fevereiro. Um atraso prolongado agora pode até inviabilizar a “safrinha” do ano que vem.

“Nessa hora vemos a importância do plantio direto, que é feito em 95% do Paraná. Isso favorece a germinação das sementes, porque, mesmo com a estiagem, se puxar a palhada, o solo não tem a compactação ou as rachaduras que se veem no sistema convencional”, aponta Francisco Simioni, diretor do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura do Paraná.

Informações do Portal do Agronegócio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *