União Europeia tem estoque menor de grãos

A União Europeia entra na safra 2017/18, que vai de julho deste ano a junho do próximo, em condições piores de produção e de abastecimento de grãos do que nos anos anteriores

Importante no cenário mundial de produção e de consumo de grãos, a União Europeia poderá dar sustentação aos preços desses produtos, cujos valores estão em patamares inferiores aos de um ano atrás.

Estimativas da comissão agrícola da União Europeia apontam que os 28 países componentes do bloco iniciam a safra com estoques de 39,1 milhões de toneladas, o menor patamar em três anos.

Produção menor e consumo maior indicam que, no fim da safra, em junho do ano que vem, os estoques serão de 36,6 milhões de toneladas, os menores em cinco anos.

A média dos estoques em finais de safra nos anos anteriores era de 45 milhões de toneladas. O bloco vai consumir 296 milhões de toneladas de grãos nesta safra, mas, para ter segurança na oferta, deverá elevar as importações. Pelo menos 58% desse volume será destinado à alimentação de animais.

O volume das compras externas sobe para 21,1 milhões de toneladas, após ter ficado em 18,8 milhões na safra 2016/17.

O Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) estima que a produção mundial de grãos caia para 2,5 bilhões de toneladas na safra 2017/18, 4% menos do que na anterior. A produção mundial de trigo, um dos principais cereais para o consumo humano, recua para 738 milhões de toneladas, após ter atingido 754 milhões em 2016/17.

Com informações do Portal do Agronegócio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *